Locações e Despejos

 Locações e Despejos
Em linhas gerais a ação de despejo é o nome dado ao instrumento que o locador de um determinado imóvel pode utilizar para retirar o locatário, em determinadas ocorrências e determinadas situações, sendo elas:
  • Necessidade de reparações urgentes no imóvel, determinadas pelo Poder Público; 
  • Omissão do locatário em apresentar nova garantia pelo pagamento do mesmo, nos casos em que o locador pode exigi-la; 
  • Término do prazo da locação não residencial (respeitado o direito à ação renovatória); 
  • Falta de pagamento.
Nas locações residenciais, não é permitido o despejo liminar por denúncia vazia (sem motivos aparentes), nos casos em que o locatário concordar com o despejo, poderá o mesmo permanecer no imóvel por até seis meses, desde que arcando com os aluguéis e encargos e honorários de advogado.

O mesmo direito tem o locatário em contrato de locação não residencial, encerrada em decorrência de extinção do contrato de trabalho, se a ocupação do imóvel pelo locatário estiver relacionada com:
  • a execução de seu trabalho; 
  • os casos em que for pedido para uso próprio, de seu cônjuge ou companheiro; 
  • para uso residencial de ascendente ou descendente que não disponha, assim como seu cônjuge ou companheiro, de imóvel residencial próprio.
Nos casos de despejo por falta de pagamento, o locatário poderá, dentro do prazo de 15 dias, evitar o despejo, se purgar a mora (pagar o que esta devendo).

Locações e Despejos Locações e Despejos Rezenha Advogados por 11/11/2011 10:28:00 AM Avaliação: 5

Nenhum comentário:


Advluz.com Comment Policy

Leia o post inteiro ANTES de comentar e lembre-se de ser legal com os colegas. A comunidade agradece. :)

Please read our Comment Policy before commenting.

Tecnologia do Blogger.