Gestão de Crise para empresas: 7 dicas indispensáveis

Gestão de Crise para empresas
Gestão de Crise para empresas: 7 dicas indispensáveis: um novo semestre novinho em folha, cheio de oportunidades, inicia-se novamente. Com ele, também chegam os problemas, oportunidades, compromissos e responsabilidades que podem causar incomodo a qualquer gestor, principalmente, os problemas e as obrigações com o pagamento de contas bancárias e financeiras, frente a realidade pouco agradável do caixa da empresa para os próximos 6 meses.

Pensando nisso, é indispensável contar com uma gestão de crise estratégica para sua empresa.

São inúmeros detalhes que devem ser observados na gestão de crise para empresas, obviamente, variam muito de empresa para empresa, pois, depende muito do segmento, tamanho, entre outros fatores. Contudo, algumas dicas básicas nunca saem da moda, e com certeza, são de extrema importância para qualquer modelo de negócio. Confira algumas dicas nesse texto.

Crie uma estratégia de gestão financeira para o próximo semestre: dica 1

planejamento financeiro empresarial é de suma importância, e uma das chaves para o sucesso de qualquer empresa. Sem o planejamento financeiro não é possível ter noção dos investimentos e/ou fazer projeções para longo prazo.

Leia também: Advogados para empresas: Saiba como advogados podem ajudar!

Por este motivo, é recomendável à ajuda de um profissional experiente para dar suporte na gestão empresarial, assim, será possível obter uma visão ampla da situação real do caixa para o próximo semestre, contudo, a criação de um caixa para despesas extras e valores que a empresa pretende investir em melhorias e expansões das operações deverá ser implantado imediatamente.

Tenha metas de realistas de crescimento de receita: dica 2

Não é suficiente que sua empresa apenas tenha uma estratégia de gestão de crise, se faz necessário, que se tenha realidade na projeções, e que consiga manter-se nesta realidade. É imperioso também que a empresa tenha ambições realistas de crescimento.

Para que o crescimento de sua empresa ocorra, é preciso poupar uma porcentagem da receita para investimentos em estratégias de expansão, assim, se faz necessário que existam metas reais de crescimento, com prazos realistas, e, que estejam de acordo com os mercados que a empresa está atuando.

São inúmeras as metas que podem ser traçadas, desde o aumento de clientes atendidos, o aumento dos valores das transações e/ou até o preço do produto oferecido.

Procure evitar desperdiçar recursos: dica 3

Algumas pequenas estratégias de gestão de crise podem economizar recursos financeiros da empresa e ajudar na hora de deixar o caixa positivo, assim, é imperioso prever todos os gastos e na medida do possível, realizar economias, que, vão desde o desperdício de papel até o gasto de tempo em etapas da execução dos processos operacionais.

Por estes motivos, também se faz necessário estar em dia com a organização, pois, ela aumentará a produtividade.

Organize a gestão e realize previsões: dica 4

Sem modéstia nenhuma, a gestão de crise também deve contar com diferentes cenários e estratégias, entretanto, atenção! A previsão de diferentes cenários não pode ser vista como normalmente se observa uma estratégia de metas ou objetivos.

A previsão deve trabalhar com adversidades que podem ocorrer, pois, o objetivo da mesma é preparar o gestor para reagir diante de inúmeras possibilidades. Estas previsões podem ser estratégicas, orçamentárias, econômicas, financeiras e/ou operacionais. Cada previsão cumpre um papel dentro da gestão empresarial e tem fundamental importância, pois, as possibilidades são infinitas, e devem ser criadas conforme cada necessidade.

Cortar despesas se faz necessário na maioria das vezes: dica 5

Instalada uma crise financeira na empresa, é chegada a hora de cortar despesas. Ao longo dos anos percebemos que na maioria das vezes algumas despesas podem não ser tão necessárias e devem ser cortadas, entre elas, destacamos as mais comuns:
  • Acabar com o desperdício de recursos financeiros e humano;
  • Avaliar a totalidade das despesas fixas;
  • Auditar o estoque e/ou fluxo de oferta de produto/serviço;

Utilize o conhecimento de um advogado especializado para controlar o passivo da sua empresa: dica 6

Em tempos em que a crise financeira domina grande parte do nosso dia a dia, é indispensável poder contar com a ajuda de quem entende do assunto e usá-la a nosso favor, profissionalmente falando.

Soluções administrativas podem ser aplicadas de diversas formas, de acordo com a realidade de cada empresa. Gestão de crise, por exemplo, podem ajudar a otimizar o caixa, pois, centralizam todas as informações dos recebíveis em um único lugar.

Neste caso, se faz necessário planejar o investimento adequado para implantação, e os recursos que serão aplicados no treinamento dos responsáveis.

Investimentos a longo prazo: dica 7

Não poderíamos deixar de falar sobre a importância das estratégias de investimentos de longo prazo, pois, os mesmos dão a direção necessária e ajudam a priorizar objetivos que podem transformar a realidade da empresa ao longo prazo.

Gestores, administradores, diretores ou até mesmo donos de empresas precisam ter a consciência que sem investimentos de longo prazo, o resultado sempre será menor do que o possível, pois, pensando exatamente nesta realidade, fica óbvio a importância de uma boa gestão de crise.

Estas dicas para uma boa gestão de crise certamente irão ajudar começar o próximo semestre no positivo, pois, o próximo semestre promete, e, você vai estar preparado para aproveitar todas as oportunidades existentes na economia brasileira.

Preste atenção com a tomada de crédito: dica 8

Bancos e financeiras sempre estão oferecendo opções de empréstimos, e, as mais simples costumam ser as mais onerosas. A primeira dica de ouro é não contrair dívidas de longo prazo para investimentos de curto prazo, e, a segunda dica de ouro é jamais contrair dívidas para pagar despesas fixas e correntes.

Sempre há condições de reservar uma porcentagem do faturamento num caixa, criando este abito sua empresa poderá ter mais tempo, para executar estratégias, para adquirir mais clientes, e, consequentemente realizar mais vendas.

Crie um caixa reserva como se fosse uma despesa fixa a mais na sua empresa, isso vai viabilizar estratégias incríveis. Esta simples estratégia evitará que bancos e financeiras acreditem mais na sua empresa do que você mesmo, e, evitará que você tenha que pagar por juros abusivos, assim, não é melhor trocar empréstimos por uma poupança antecipada?
Gestão de Crise para empresas: 7 dicas indispensáveis Gestão de Crise para empresas: 7 dicas indispensáveis Rezenha Advogados por 8/14/2018 12:30:00 AM Avaliação: 5

Nenhum comentário:


Advluz.com Comment Policy

Leia o post inteiro ANTES de comentar e lembre-se de ser legal com os colegas. A comunidade agradece. :)

Please read our Comment Policy before commenting.

Tecnologia do Blogger.